Já fui Carteiro

Tive um período de tempo sem emprego fixo quando tinha 19 anos, acabando por tomar a decisão de trabalhar como freelancer. Acontece que precisava de uma base fixa mais sustentável e surgiu este “emprego de verão”.

Esta experiência decorreu no mês de maior calor, em Agosto e foi engraçado ver como esta profissão é valorizada pelas pessoas com mais idade. Criei algumas “amizades” ao longo das ruas que percorria na Damaia e ria-me muito quando ao tocar às campainhas, as jovens idosas me convidavam a entrar ou me ofereciam comida.

Foi tudo muito giro e engraçado até um dia me enganar na Praceta e entregar as cartas da Praceta ao lado.

 

 

Concorri aos Chef’s Academy

Quando era pequeno tinha um sonho conjunto com a minha Avó de criar um restaurante – O Cantinho das Sopas.

Convencido a concorrer pela minha Mãe, esta era a oportunidade ideal para conseguir realizar esse sonho, embora que talvez preferisse abrir o meu lounge moderno que ainda não desisti de sonhar.

Não fui muito ou nada longe no programa mas foi de facto interessante toda a experiência. Enriqueci muito ao conhecer as histórias dos outros participantes e fiquei feliz ao partilhar a minha.

 

Já viajei de madrugada deitado na caixa aberta de uma pick up

Esta pequena aventura decorreu num fim de semana em que fui visitar uma amiga a Bragança. Depois de termos saído de uma festa na madrugada seguinte, a única boleia disponível era a caixa aberta de uma pick up.

 

Entre outros detalhes deste dia, que tenciono contar mais tarde, aproveitei para saborear todos os sentidos desta aventura. Foi muito agradável sentir a brisa da manhã e poder observar o nascer do sol ao mesmo tempo que seguia em andamento a olhar para o céu. São imagens que guardo com alguma saudade e que certamente não vou esquecer.

 

 

 

E vocês que aventuras têm para contar?