A grande maioria das pessoas assusta-se quando enfrentam o seu próprio ser, ou seja, quando estão sozinhos.
Não há mal nenhum nisso, pelo contrário, devem passar tempo sozinhos, aprender a gostar de vocês e planearem coisas para vosso próprio usufruto, há um lado mais positivo em tudo e só temos de saber tirar o melhor partido disso.

Ambições e Objectivos

Uma das formas de superar estar sozinho ou não habituado a estar com muitas pessoas, passa por criar ambições e objectivos pessoais, isto ajuda no aumento do sentido intelectual e a criar o sentido de obrigação por “correr” atrás do que realmente queremos.

Fazer uma lista de objectivos e trabalhar a fundo para os cumprir é deveras desafiante na nossa longa jornada, e devemos saber de ante-mão que somos auto suficientes e que nós próprios conseguimos alcançar estes objectivos definidos, sem precisar de mais alguém.

Uma outra excelente opção é imaginar onde gostávamos de estar daqui a 10 anos, projectara esse futuro e delinear um caminho por onde temos de passar para chegar até lá, com o objectivo de todos os dias seguir esse caminho e fazer de tudo para que possamos chegar ao objectivo final.

Cinema ou Jantar fora

Ir a uma noite de cinema ou jantar sozinho é um grande passo para a conquista do nosso próprio ser. Devemos sentir-nos confortáveis com este tipo de acções, pois é connosco próprios que passamos maior parte do nosso tempo e por isso, é necessário saber viver com a nossa própria pessoa. 
O jantar fora ou ir ao cinema são das actividades onde possivelmente procuramos sempre companhia, pois a sociedade não nos ajuda a pensar de outra forma. Porém se ainda não fizeste isto, devias de fazer, sem dúvida que irá trazer progressos e vantagens para a tua vida e personalidade.


Ler

Ler é bastante importante, e defendo que todos o devíamos de fazer. Para além de uma companhia para os momentos em que estamos mais sozinhos, serve também para nos enriquecer-mos, quando lemos sobre áreas dos mais variados estudos, de onde podemos retirar cultura, técnica e igualmente uma nova visão sobre vários aspectos da vida.

Viajar

Viajar sim, pode ser dos pontos mais importantes. Neste caso falamos em viajar sozinho e não há nada que não possas fazer. Aliás desafio-te a viajar sozinho.

Ganhas mais tempo e liberdade para apreciar tudo o que te rodeia naquele preciso momento, para quem sente necessidade de compartilhar esse momento com alguém e não tem, está sempre a tempo de começar um diário ou um blogue de modo a compartilhar as emoções e aventuras durante este período para mais tarde recordar ou partilhar.
Não deixem de tirar fotografias, podem sempre pedir a alguém que vos tire uma fotografia e isso é igualmente importante, acabamos por criar pequenos laços com pessoas com quem nos vamos cruzando e até podemos ter sorte de estar a criar uma futura amizade, como já me aconteceu numa viajem a Itália. 
Conhecer novas culturas é bastante enriquecedor, bem como novos sítios e novas experiências. Criamos memórias únicas que nunca vamos esquecer, passamos a encarar a vida com outros olhos e tudo isto tem uma evolução psicológica, um desenvolvimento intelectual e um maior conhecimento do próprio ser. 

Estar sozinho é algo que deve ser encarado de forma natural, devemos sentir-nos bem com isso. É claro que, também é natural sentirmos o oposto. Eu próprio tenho alturas em que sinto a necessidade de estar mais próximo socialmente e não consigo fazer tantas actividades sozinho como gostaria.
E vocês já foram ao cinema sozinhos?