Praia

Quando era muito novo não tinha uma ligação tão forte com o mar como tenho hoje e para vos dizer a verdade, nem sei precisar quando é que isso mudou. Mas conforme fui crescendo a admiração pela natureza, sobretudo pelas zonas costeiras, foi aumentando.

 

As ondas que banham a areia e regressam para o seu seio funcionam quase que como uma terapia para as minhas preocupações, é como se cada onda depois de se estender no areal, ao recolher-se levasse também um pouco das minhas preocupações, dúvidas ou ansiedades.

 

U r s a

Sintra tem muitos significados para mim e a praia da Ursa, vizinha do Cabo da Roca, esteve sempre na minha bucket list. Desta vez fui sozinho e por isso também não desci até ao areal, mas conto que numa próxima vez o faça e partilhe com vocês essa experiência. Para já fui até ao limite daquilo que conseguia descer e acreditem, a vista é fantástica.

 

Aconselho a quem quiser visitar esta praia que o faço preparado, deixe o carro na berma da estrada que dá para o Cabo da Roca. Os que quiserem arriscar conseguem chegar mais perto de carro e poupam na caminhada, mas contem com um caminho super confinado e o piso em muito mau estado. Embora seja uma caminhada de dificuldade média de 45 minutos, acreditem que vale muito a pena de o fazerem na integra a pé.

 

Deixo-vos mais fotografias deste dia, onde não esperava ficar até anoitecer e que por isso foi também um dos melhores retiros dos últimos tempos. Partilho também com vocês algumas fotografias que consegui no Cabo da Roca.

 

E não se esqueçam de deixar o vosso comentário 🙂